• Clinical Series

A importância da vitamina D nas infecções respiratórias!

A vitamina D é essencial para diferentes funções do organismo. Apesar de seu conhecido papel na saúde óssea, com a atuação na regulação do metabolismo de cálcio e fósforo, ela também participa de inúmeras funções no organismo! Ela possui mais do que 900 genes-alvos potenciais, correspondendo a cerca de 3% do genoma humano.


A prevalência de sua deficiência é alarmante, devido a sua extrema importância para a homeostase do organismo. No Brasil, cerca de 77% dos adultos tem menos do que 20 ng/mL de vitamina D circulantes, sendo considerado nível de deficiência. Os principais fatores de risco para hipovitaminose D são: envelhecimento, privação de Sol, tabagismo, poluição, alguns medicamentos utilizados e entre outros.


Sua importância para o sistema imunológico se dá pela ação imunomoduladora, com estimulação da diferenciação de linfócitos T CD4 naive em linfócitos T regulatórios, além de promover redução na expressão de linfócitos T helper, atuando no equilíbrio imunológico e tolerância imunológica. Além disso, ela atua diretamente na saúde imunológica intestinal.



Um dos sintomas de sua deficiência, é a frequência de doenças infecciosas, inclusive respiratórias, com diversos estudos demonstrando essa associação. O mecanismo potencial é que a vitamina D apoia a indução de peptídeos de defesa do hospedeiro, em resposta a estímulos virais e bacterianos, sugerindo uma proteção contra patógenos respiratórios pela vitamina D.


Martineau et al. (2017) conduziram uma meta-análise de e revisão sistemática de estudos clínicos randomizados, duplo-cegos e controlados, com 10.933 participantes, concluindo que a suplementação com vitamina D é capaz de prevenir contra infecções agudas do trato respiratório. O benefício foi maior naqueles que receberam vitamina D diariamente ou semanalmente, sem doses adicionais em bolus e os efeitos foram mais fortes naqueles com prévia deficiência grave de vitamina D. Uma meta-análise de estudos clínicos controlados e randomizados (2019), também tiveram as mesmas conclusões.


Grant et al. (2020), em uma revisão, demonstraram que as concentrações de 25-(OH) vitamina D acima de 50 ng/ml versus <20 ng/ml, foram associadas a uma redução de 27% nas doenças por influenza. Os autores concluíram, com a revisão, de que o aumento das concentrações circulantes de vitamina D, através da suplementação, é capaz de reduzir a incidência, gravidade e risco morte por influenza, pneumonia e, potencialmente, da infecção pelo novo coronavírus (COVID-19).


Esse estudo relaciona os efeitos benéficos da vitamina D, na redução das infecções respiratória, além do efeito direto na imunidade, mas também mostrando que altas concentrações de 25-(OH) vitamina D reduzem o risco de doenças crônicas não transmissíveis. Isso porque, essas doenças estão associadas a piora dos quadros de doenças respiratórias, como o COVID-19.


Vitamina D em cápsulas é um produto da linha Clinical Series de fácil deglutição e tem como finalidade a oferta de vitamina D em quantidades adequadas para promoção de diversos benefícios ao organismo. Apresenta como veículo os triglicerídeos de cadeia média (MCT), o que lhe proporciona uma alta biodisponibilidade. É indicada para fortalecimento do sistema imunológico e melhora da saúde cardiovascular, óssea e hormonal.


Referências

IKEDA, U. et al. 1α,25-Dihydroxyvitamin D3 and All-Trans Retinoic Acid Synergistically Inhibit the Differentiation and Expansion of Th17 Cells. Immunology Letter, v. 134, n. 1, p. 7-16, 2010. KUNISAWA, J., KIYONO, H. Vitamin-mediated regulation of intestinal immunity. Frontiers of Immunology, v. 4, p. 189, 2013. MARTINEAU, A. R. et al. Vitamin D supplementation to prevent acute respiratory tract infections: systematic review and meta-analysis of individual participant data. BMJ (Clinical research ed.), v. 356, p. i6583, 2017. MARTINEAU, A. R. et al. Vitamin D Supplementation to Prevent Acute Respiratory Infections: Individual Participant Data Meta-Analysis. Health Technolofy Assessment, v. 23, n. 2, p. 1-44, 2019. GRANT, W. B. Vitamin D Supplementation Could Prevent and Treat Influenza, Coronavirus, and Pneumonia Infections. Nutrients, v. 12, p. 988, 2020.